XVII Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Incidência de lesão por pressão e medidas preventivas em pacientes críticos

Objetivo(s)

Analisar a incidência de lesão por pressão (LP) em pacientes críticos e identificar as medidas preventivas instituídas.

Métodos

Estudo epidemiológico, de delineamento transversal, baseado na análise de 198 prontuários completos – com prescrição, anotação e evolução de enfermagem - de pacientes adultos admitidos nas duas unidades de terapia intensiva de um hospital universitário do Sul do Brasil, entre julho e dezembro de 2015. Aproximadamente 1.065 prescrições de enfermagem foram avaliadas. Utilizou-se para obtenção dos dados um instrumento de coleta elaborado pelos autores. Tal instrumento compôs-se de variáveis de identificação do paciente e medidas preventivas de LP. Os dados coletados foram duplamente digitados no Epi Info® e analisados por meio do programa Statistical Package for the Social Sciences®. O presente estudo foi previamente autorizado pelo hospital e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual de Londrina, sob o parecer nº. 258/2011, CAAE 0224.0.268.000-11.

Resultados

Predominaram pacientes do sexo masculino (60,1%), raça branca (73,2%), com média de idade de 57,5 anos. Encontrou-se incidência de LP de 39,4% em uma média de dias de 6,01 (mínimo 1 e máximo 22 dias). As medidas preventivas mais registradas nos documentos da equipe de enfermagem (97,9%) foram: inspeção da pele, mudança de decúbito a cada duas horas, cabeceira elevada até 30º e uso de coxins. Não houve associação entre medidas preventivas e desenvolvimento de LP. Possivelmente tal resultado seja explicado pela adoção de um procedimento na instituição, que prescreve algumas medidas preventivas padrão a todos os pacientes.

Conclusão

O estudo mostrou elevada incidência de LP em pacientes críticos e identificou as medidas instituídas para prevenção, possibilitando uma reflexão sobre implementação de medidas preventivas prescritas pelo enfermeiro para redução de tais eventos, promoção da saúde dos pacientes e melhoria da qualidade da assistência de enfermagem.

Referências

Área

Gestão e Qualidade

Instituições

Autores

Dalila Ledo Ferreira, Ana Beatriz Floriano de Souza, Renne Rodrigues, Dagmar Willamowius Vituri, Denise Andrade Pereira Meier