XVII Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Integrative weaning index no desmame da ventilação mecânica

Objetivo(s)

Avaliar o integrative weaning index (IWI) no dia da extubação e verificar os índices preditivos já utilizados na rotina da unidade de terapia intensiva (UTI).

Métodos

Estudo retrospectivo, realizado na UTI adulto de um hospital universitário do Paraná de janeiro a dezembro de 2016. Foram incluídos no estudo pacientes em ventilação mecânica (VM),que foi possível a mensuração da complacência estática (Cst) no dia da extubação e que realizaram oteste de respiração espontânea. Os valores de pressão inspiratória máxima (PImáx), índice de respiração rápida e superficial (IRRS), PeakFlow (PF), Cste saturação periférica de oxigênio (SpO2) foram coletados no dia da extubação, sendo o IWI calculado posteriormente por meio das variáveis coletadas para a elaboração deste trabalho. Para análise estatística utilizou-se o programa SPSS, as variáveis foram descritas por porcentagem, média e desvio padrão, foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov para normalidade dos dados, teste Qui-quadrado e Correlação de Sperman, adotando p<0,05.

Resultados

A amostra foi composta por 154 pacientes, destes 58% (n=89) eram do sexo masculino, com idade de 48±17,9 anos. A principal causa de admissão foi clínica não neurológica em 34% (n=52), seguido de pós-operatório de cirurgia eletiva 20% (n=31). Os escores de APACHE II e SOFA foram 26±7,1 e 10±3, respectivamente. O tempo de sedação foi de 57±90,3 horas e de VM 123±136,3 horas. O tempo de UTI foi de 11±8,8 dias e hospitalar de 25±16,9 dias. As variáveis foram: PImáx -28±14,2, IRRS 59±35,8, PF 58±33,9, Cst 45±17,8, SpO2 98±2 e IWI 117±116,1. Houve falha de extubação em 12% (n=18), demonstrando ter associação com o IWI (p=0,00). O desfecho da UTI foi óbito em 5% (n=7) e de 7% (n=11) no hospital. O IWI apresentou correlação com tempo de VM (p=0,00), tempo de UTI (p=0,00), tempo de hospital (p=0,03) e PF (p=0,01).

Conclusão

Os resultados obtidos neste trabalho demonstraram que o IWI atingiu valores que predizem o sucesso da extubação, apesar de apresentar algumas limitações como a mensuração da complacência estática em ventilação mecânica espontânea. Os demais índices preditivos também estão de acordo com a literatura.

Referências

Área

Gestão e Qualidade

Instituições

Autores

Mayara Manzoni Marques Silva, Renata Souza Zaponi, Jaiane Luiza Jaskowiak, Lilian Regina Lengler Abentroth, Bruna Akie Kanezawa, Daiane Feil Schmitz, Ellis Regina Penteado, Maynara Nayara Neves, Pablo Daniel Santos Quadros, Claudia Rejane Lima Macedo Costa, Suely Mariko Ogasawara, Erica Fernanda Osaku, Marcela Aparecida Leite, Amaury Cezar Jorge, Thais Caroline Schnaufer, Péricles Almeida Delfino Duarte