XVII Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Oxigenação por Membrana Extracorpórea: Relato de Primeira Experiência

Objetivo(s)

Demonstrar a primeira experiência com a oxigenação por membrana extracorórea (ECMO) realizada na cidade de Passo Fundo, em 2014.

Métodos

Paciente feminina, 17 anos, internou no sétimo dia após cesariana por sangramento em ferida operatória. Na avaliação inicial se identificou hemoglobina de 8,3 , hematócrito de 25%, RNI 1,9, KPTT 49, plaquetas normais e fibrinogênio 488. A ecografia mostrou hematoma de 6,7 cm3 junto a cicatriz cirúrgica. Visando a abordagem cirúrgica do mesmo, se realizou transfusão de concentrado de hemácias, crioprecipitado e plasma. Após 24 horas, a paciente iniciou a apresentar dispnéia, hipoxemia e infiltrado difuso na radiografia de tórax, com evolução rápida para insuficiência respiratória aguda e necessidade de ventilação mecânica invasiva. Admitida no Centro de Terapia Intensiva com a hipótese de Síndrome da Angústia Respiratória Aguda (SARA) associada à transfusão de hemoderivados, foi iniciado tratamento específico para a condição da paciente, como bloqueio neuromuscular, ventilação mecânica protetora, posição prona e recrutamento alveolar. Apesar das condutas habituais para SARA grave por pelo menos 6 horas, a paciente manteve hipoxemia grave com relação PaO2/FiO2 de 49 e escore de Murray de 3,5. A paciente não apresentava contraindicações à ECMO e estava hemodinamicamente estável. Assim, foi iniciado ECMO com canulação venovenosa, sendo ajustado fluxo de sangue, gás e oxigenação; bem como reajustado a ventilação mecânica e iniciado anticoagulação com heparina.

Resultados

Após dez dias em ECMO, a paciente evoluiu com recuperação progressiva dos parâmetros ventilatórios e de oxigenação indicando-se a retirada do sistema. Instituído desmame da ventilação mecânica e extubação após 48 horas. Permaneceu internada por mais sete dias, mantendo estabilidade clínica, quando recebeu alta.

Conclusão

Dessa forma, se descreveu o primeiro caso do uso de ECMO venovenosa para SARA grave na região de Passo Fundo, sendo uma alternativa possível no suporte a essa condição tão grave. No entanto, este é um procedimento de alto custo, pois demanda emprego de equipamento especial e equipe devidamente treinada.

Referências

http://www.ecmobrasil.com.br/ http://www.amib.org.br http://www.jornaldepneumologia.com.br/detalhe_artigo.asp?id=1245 https://www.uptodate.com/contents/extracorporeal-membrane-oxygenation-ecmo-in-adults?source=search_result&search=insufici%C3%AAncia%20respirat%C3%B3ria%20aguda&selectedTitle=8~150

Área

Doenças Respiratórias

Instituições

Autores

Natália Dornelles Zuse, Sabine Mosele Guidi, Jessica da Rocha Cogo, Michele Garcia Muraro, Gabriele Martignoni Sardá, Cassia Beltrame, Jussara Gomez, Lina Maito, Sabrina Heinrich, Vinicius Buaes Dal Maso