XVII Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Protocolo de desmame ventilatório prolongado

Objetivo(s)

Relatar o protocolo de desmame ventilatório prolongado.

Métodos

O protocolo de DVP foi elaborado através de revisão bibliográfica, sendo apresentado e discutido com a equipe multidisciplinar.

Resultados

Definiu-se como critérios de inclusão dos pacientes no protocolo de DVP: pacientes com necessidade de ventilação mecânica invasiva (VMI) por mais de 21 dias consecutivos de VM por tempo maior ou igual a 6 horas por dia ou submetidos a traqueostomia precoce por indicativos de VMI prolongada. Critérios de exclusão de pacientes no protocolo de DVP: instabilidade cardiopulmonar, saturação de oxigênio (satO2) < 90% ou fração inspirada de oxigênio > 40%, lesão do nervo frênico bilateral, cuidados paliativos (expectativa de vida de menos de 3 meses)3. O protocolo é iniciado a partir dos critérios inclusão, sendo no 1° dia desconectado da VMI, permanecendo com oxigenoterapia por até 12 horas consecutivas, retornar para descanso na VMI no modo assisto-controlado; 2 e 3° dia com oxigenoterapia por 12 horas, 4° dia permanecer 24 horas sob oxigenoterapia. Definiu-se como critérios para interrupção durante o protocolo os sinais de fadiga respiratória, com a presença de no mínimo 01 critério A: taquicardia (220-idade)*0,8, pressão sistólica < 80 mm Hg, satO2 < 90%, dispneia, ou 02 critérios B: frequência respiratória > 35 irpm, pressão sistólica > 180 mm Hg, agitação ou diaforese3, sendo necessário retornar para VMI no modo assisto-controlado, para descanso de 24 horas, analisado e corrigido as variáveis de falha, recomeçar o protocolo após 24 horas de descanso na VMI. O sucesso do desmame da VMI corresponde a permanecer 07 dias consecutivos sem necessidade de VMI e sem sinais de fadiga respiratória.

Conclusão

Que a padronização do processo de DVP, entre os profissionais envolvidos, possa refletir na melhoria da assistência ao paciente. Protocolos de desmame ventilatório são guias de uma decisão compartilhada para nortear o gerenciamento de forma padrão, devem ser ferramentas dinâmicas, práticas e modificáveis. Sugere-se que cada hospital tenha protocolos personalizados, baseados na literatura e no perfil dos pacientes atendidos, número de funcionários adequados e treinados para a implementação efetiva dos protocolos estão relacionados a melhores resultados na taxa de sucesso no desmame.

Referências

Área

Multidisciplinariedade

Instituições

Autores

Aline Luana Schulze, Felipe Pfutzenreuter