XVII Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Implementação de um protocolo de higiene bucal em uma unidade de terapia intensiva

Objetivo(s)

Identificar o desenvolvimento de Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica (PAV) em pacientes críticos antes e após a introdução de um protocolo de higiene bucal.

Métodos

Estudo descritivo, retrospectivo e analítico, baseado na análise de fichas de notificação de infecções hospitalares da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) de um hospital universitário do Sul do Brasil. Incluíram-se na coleta todos os pacientes adultos internados no ano de 2015 a setembro de 2016 em uma das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do hospital citado. A introdução do protocolo de higiene bucal ocorreu-se a partir de março de 2016, por docentes, residentes e graduandos de odontologia e enfermagem da instituição referida. O protocolo conta com a realização diária da higiene bucal em pacientes críticos utilizando-se clorexidina a 0,12% e o acompanhamento destes por meio de fichas individuais preenchidas durante o procedimento. As fichas contêm dados referentes à identificação, internação, avaliação odontológica e física (neurológica, hemodinâmica e ventilatória) e uso de antimicrobianos. A CCIH realiza o acompanhamento do desenvolvimento de PAV nas UTIs mensalmente e calcula um indicador referente à PAV sobre 1000 respiradores/dia.

Resultados

Os dados revelam altas taxas de PAV no ano de 2015, referente ao período anterior à utilização do protocolo (entre 5,1 a 59,2). Após a introdução do protocolo, observou-se redução de mais de 50% na ocorrência de tais eventos quando comparado o mês de agosto de 2015 (59,2) a agosto de 2016 (25,3).

Conclusão

O estudo identificou que a introdução do protocolo de higiene bucal com o uso de clorexidina 0,12% diariamente em pacientes críticos contribui significativamente na diminuição da ocorrência de PAV, possibilitando uma reflexão sobre medidas preventivas para redução desses agravos tão evidentes em UTIs e promoção da saúde dos pacientes. Percebe-se a importância da utilização do protocolo como medida preventiva de PAV com o uso diário de clorexidina 0,12% na higienização bucal.

Referências

Área

SEPSE/Infecção

Instituições

Autores

Dalila Ledo Ferreira, Jéssica Heloiza Rangel Soares, Lucas Marcelo Meira da Silva, Juliana Gabrielle Santos Arnaldo, Elizângela Santana dos Santos, Bruna Eduarda Lombardi Mendonça, Aline Franco da Rocha, Andréia Bendine Gastaldi